Datas especiais

82_dataesp

Dia de São Marcelino Champagnat

Data: 6 de junho


Canonizado pelo Papa João Paulo II em 18 de abril de 1999, Marcelino Champagnat veio ao mundo em meio aos acontecimentos que marcaram o início da Revolução Francesa. Nascido em 20 de maio de 1789 na aldeia de Marlhes (região centro-leste da França), Champagnat teve sua devoção a Maria despertada principalmente por influência de sua mãe e de sua tia. Já o pai, um agricultor com grau de estudo avançado para a época, lhe ensinou lições de responsabilidade, lealdade, honestidade e perseverança, fundamentais para que seguisse sua vida religiosa.

Aos 14 anos, o jovem Champagnat descobriu sua vocação sacerdotal e em 1805 iniciou seus estudos no Seminário Menor de Verriéres, onde ficou até 1813. Em seguida, ingressou no Seminário Maior de Lyon. Lá, conheceu João Maria Vianney e João Cláudio Colin – este último viria a ser o fundador dos Padres Maristas. Junto com este grupo, projetava fundar uma Congregação levando o nome de Maria – a “Sociedade de Maria” – para cristianizar a sociedade.

Desde o início, Champagnat expressou sua convicção de que a sociedade deveria incluir “Irmãos Educadores” para trabalhar com as crianças da zona rural, desprovidas da chance de ter uma educação cristã. Após ser ordenado sacerdote em julho, Marcelino foi enviado para trabalhar na paróquia de La Valla. A visita aos doentes, a catequese das crianças, o atendimento aos pobres e o acompanhamento da vida cristã das famílias eram as atividades principais do seu ministério. Em 2 de janeiro de 1817 – ou seja, apenas seis meses após sua chegada a La Valla – Champagnat reuniu seus dois primeiros discípulos e formou a Congregação dos Irmãozinhos de Maria, ou Irmãos Maristas. La Valla tornou-se, assim, o berço dos Irmãos Maristas.

Champagnat e seus irmãos participaram da construção de uma nova casa para abrigar mais de cem pessoas que levou o nome de “Nossa Senhora de l’Hermitage”. Em 1825, passou a dedicar -se inteiramente à sua Congregação, à formação e acompanhamento espiritual, pedagógico e apostólico dos seus Irmãos, à visita das escolas e à fundação de novas obras.

Após uma vida inteira de trabalho intenso, Marcelino Champagnat faleceu aos 51 anos de idade, a 6 de junho de 1840, deixando 290 irmãos atuando em 48 escolas, com um total de 7 mil alunos.